Pesquisar este blog

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Quantas imagens Deus possui?

        Para muitos, Deus possui três imagens. Uma do Pai, outra do Filho e outra do Espírito Santo. Acredito que essa confusão é decorrente da idéia que temos de pessoa e corpo. A doutrina da trindade é muito difícil de ser entendida, e isso eu concordo plenamente. Mas uma coisa é Deus ser três pessoas em um único ser e, outra coisa, é Deus ter três imagens de si mesmo. Agora eu formulo a seguinte pergunta: Quantas imagens de Deus nós veremos no Céu? Será que encontraremos uma imagem de um ancião forte sentado num trono com uma indicação dizendo “Pai”, e do lado direito do trono, Jesus e uma indicação dizendo “Filho”, e uma terceira imagem de um ser com forma de homem bem magro vestido de branco e com cabelos alvos como a neve e uma indicação dizendo “Espírito Santo”? Isso parece mais a doutrina dos mórmons que afirmam que existem três deuses com três corpos diferentes.

       Existem também os “unicistas” que, por não entenderem a doutrina da trindade, formularam a idéia que Deus é uma única pessoa, “o Pai” vindo de modos diferentes. Essa doutrina é conhecida também como “modalismo”. Nesse caso, o relacionamento entre o Pai, o Filho, e o Espírito foram um embuste?

       A Bíblia nos diz que Jesus é a imagem do Deus invisível (Cl 1:15). Jesus é o resplendor da glória de Deus e a expressa imagem da sua pessoa (Hb 1:3). O apóstolo João diz que “Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o revelou” (Jo 1:18). Paulo nos diz que “foi do agrado do Pai que toda a plenitude nele habitasse” (Cl 1:19); e no capítulo 2 verso 9 da mesma carta diz: “Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade”. Também em 2Coríntios 4:4 o apóstolo Paulo nos diz: “Nos quais o deus deste século cegou os entendimentos dos incrédulos, para que lhes não resplandeça a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus”. Paulo está nos alertando que o inimigo está cegando o entendimento das pessoas para não reconhecerem que Jesus é, de fato, a imagem de Deus. Quando o apóstolo Filipe pediu para Jesus mostrar o Pai, Jesus foi enfático e disse: “Quem me vê a mim vê o Pai; como dizes tu: Mostra-nos o Pai?” (Jo 14:9). Em outra ocasião Jesus disse: “E quem me vê a mim vê aquele que me enviou” (Jo 12:45).

       No livro do Apocalipse, no capítulo 21, temos dois versículos muito interessantes:



Verso 3: “E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo, e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus”.
Verso 23: “E a cidade não necessita de sol nem de lua, para que nela resplandeçam, porque a glória de Deus a tem iluminado, e o Cordeiro é a sua lâmpada”.
       O problema no entendimento da trindade (tri-unidade) é com o conceito de PESSOA. Uma pessoa possui intelecto, sentimentos e vontade, e a Escritura revela que Deus Pai possui esses três atributos como também o Filho eterno (Jesus) e o Espírito Santo. Os três são pessoas distintas, porém duas pessoas da divindade são invisíveis (Pai e o Espírito Santo) e uma visível (o Filho) que é a manifestação de Deus. Todas as vezes que Deus se revela ao homem ele se manifesta com a pessoa do Filho, tanto antes como depois da encarnação. No Velho Testamento ele se manifestava como o "anjo do Senhor".

       No livro de Hebreus 1:3 diz que Jesus é o resplendor da glória (gr.apaugasma) que significa "reflexo" de Deus; e também a sua expressão exata (gr. charakter) o "caracter" de Deus. Jesus é então o que você vê de Deus. Por isso que Jesus disse a Filipe, "quem vê a mim vê o Pai" (Jo 14:9). A escritura nos diz que em Jesus "habita corporalmente toda a plenitude da divindade", isso significa que Deus habita 100% em Cristo. Por que então Deus precisaria ter mais de uma imagem ou mais de um corpo?

        Portanto, a escritura nos revela que Deus é UM ser espiritual composto por três pessoas divinas e somente uma imagem (reflexo) que é Jesus. Depois da encarnação Deus passou a ser DEUS-HOMEM, ou seja, possui um corpo para sempre.

        Espero que eu tenha ajudado e não complicado. Só na glória é que teremos todas as respostas. Nós, seres finitos, não conseguimos compreender o infinito. Esse é o mistério da piedade (1Tm 3:16). O que podemos tentar entender é o que está revelado nas escrituras.