Pesquisar este blog

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Agora é Trízimo. Essa é a nova “revelation” da igreja contemporânea

Meus irmãos em Cristo,


Gostaria de comentar a nova onda do momento no meio evangélico. A nova “revelation” é o TRÍZIMO. Os que inventaram essa novidade afirmam que existe uma explicação bíblica para isso, é claro. Tudo teologicamente comprovado. Dizem que é por causa da trindade: 10% ao Pai, 10% ao Filho e 10% ao Espírito Santo.


Boa argumentação, não é mesmo? Se acharem que estou exagerando, busque no Youtube a palavra trízimo e vejam pastores famosos e grandes líderes defendendo essa idéia.


Bem, fico triste a cada dia ver essas igrejas seduzirem muitos com suas pregações empolgantes e barganhentas. Isso tudo estava previsto e dito pelos apóstolos e profetas do Novo Testamento. Basta conferir:


I Timóteo 6:5-11:

5 disputas de homens de entendimento corrompido e privados da verdade, que imaginam que a piedade é fonte de lucro.
6 De fato, a piedade acompanhada de satisfação é grande fonte de lucro.
7 Porque nada trouxemos para este mundo, e daqui nada podemos levar dele.
8 por isso, devemos estar satisfeitos se tivermos alimento e roupa.
9 Mas os que querem ficar ricos caem em tentação, em armadilhas e em muitos desejos loucos e nocivos, que afundam os homens na ruína e na desgraça.
10 Porque o amor ao dinheiro é a raiz de todos os males; e por causa dessa cobiça alguns se desviaram da fé e se torturaram com muitas dores.
11 Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a constância e a mansidão.

II Pedro 2:1-3:

1 Mas entre o povo também houve falsos profetas, assim como entre vós haverá falsos mestres. Às ocultas, introduzirão heresias destruidoras, negando até o Senhor que os resgatou e trazendo sobre si mesmos repentina destruição..
2 E muitos seguirão sua vida de libertinagem, e o caminho da verdade será difamado por causa deles.
3 Movidos pela ganância, também vos explorarão com suas artimanhas. Sua condenação desde há muito tempo não tarda, e a sua destruição não está inerte.

A falta de conhecimento bíblico, em especial o do Novo Testamento, tem causado o desvio de muitos. Que tristeza!


A “igreja” contemporânea é fundamentada na teologia do Antigo Testamento. Interpretam o Novo à luz Antigo, sendo que o correto seria interpretar o Antigo à luz do Novo.


Listo três razões que o Novo é superior ao Antigo:
1) O Novo é uma Nova e eterna aliança no sangue de Jesus, enquanto que o Antigo era aliança temporária e baseada em sangue de animais (Hebreus caps 7 a 10)
2) O Novo é baseado no Sacerdócio de Melquisedeque, enquanto que o Antigo é baseado no Sacerdócio de Arão (Levítico) (Hebreus 7).
3) O Novo possui a revelação do mistério da piedade e a dispensação da graça. No Antigo a revelação era a Lei de Moisés. Não estava completa. Eram sombras e figuras, e não era perfeita e não podia aperfeiçoar. Os profetas não sabiam de muitas coisas, pois estava encoberto a eles. Na plenitude dos tempos Deus se revelou em Jesus Cristo (Efésios 3; I Tm 3:16).


A situação atual da igreja:
1) Prefere-se as figuras e símbolos, em vez do real, Cristo. Guardam dias, meses, comidas, rituais etc.
2) Prefere-se os jugos e maldições da lei, em vez da liberdade e bênçãos em Cristo.
3) Prefere-se o sacerdócio Levítico, em vez do sacerdócio de Cristo.
4) Prefere-se a religiosidade, em vez do conhecimento de Cristo.


O que mais me incomoda é que a frase dita por um nazista chamado Joseph Goebbels tem acontecido em nosso meio: “uma mentira dita cem vezes, torna-se uma verdade”. De tanto os pregadores gananciosos pregarem frases de efeito, que na verdade estão cheias de defeitos teológicos, se tornam uma “verdade” no meio cristão.


Portanto, meu conselho é: vigiai e estudai o Novo Testamento!


Lincoln Máximo (Junho/2010).