Pesquisar este blog

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Não confunda apostasia com evasão


        Algumas igrejas estão sofrendo Evasão de fiéis de seus templos e estão atribuindo isso à profecia bíblica da Apostasia. O que vem acontecendo com algumas igrejas e religiões é o cansaço das pessoas aos sistemas religiosos, seja por causa das decepções causadas pelas lideranças; seja pela mesmice e falta de criatividade; seja pela ignorância dos sistemas arcaicos, seja pela falta de amor ao próximo; seja pelo conservadorismo; seja pelo exagero e teatralismo; seja pela falsidade; ou também pela busca de uma melhor consciência de fé e de qualidade de culto.
        Estamos passando por fase de mudança de consciência. As pessoas não estão mais concordando com métodos e doutrinas que, em sua maioria, são doutrinas de homens, criadas desde o início da era cristã pelas mentes religiosas dos líderes. A mensagem genuína do Evangelho sempre liberta. A religião é que escraviza. É essa consciência de liberdade e a busca do Espírito de Cristo que impulsiona as pessoas a desistirem de certos sistemas e a buscarem uma semelhança ao Espírito de Cristo. Não estou querendo dizer que é ruim ou errado ter uma instituição. O problema é que a maioria delas se afasta da pureza e simplicidade que há em Cristo Jesus. Daí se começa a impor dogmas e criar “verdades absolutas”. A consequência disso é a manipulação pelo medo ou pela culpa. Então, caso alguém não concorde com tais doutrinas, essa pessoa está automaticamente condenada. O medo é a principal arma para se manter o controle. Daí tudo vira pecado quando se quebra alguma dessas regras humanas.
         Basta ler a história do Cristianismo, de preferência de um historiador, que você verá o quanto foi acrescentado ao Evangelho. Seja com inúmeras doutrinas e regras, dogmas e costumes, equívocos e atrocidades. Claro que se deve ler primeiro todo o Novo Testamento, de preferência em traduções diferentes. Também é importante ler várias vezes para se compreender e interpretar o texto corretamente. Daí, você conseguirá realizar uma boa pesquisa e comparação. Sem isso, o que irá acontecer é a comparação de sua doutrina e de sua tradição como sendo a verdadeira e as outras como sendo as erradas. Isso não adianta. É como estar dentro de uma caixa falando das outras. Você precisa estar fora da sua caixa para conseguir enxergar todas elas.
        Apostasia à qual a Bíblia se refere não é a evasão de pessoas. Se você analisar bem, a maioria dessas pessoas que saíram de uma instituição foram parar em alguma outra. Algumas delas estão preferindo se reunir em grupos menores, como é o caso das “igrejas emergentes”. Essas pessoas não se afastaram de Cristo e do Evangelho. Pelo contrário, estão buscando uma melhor qualidade de fé, exatamente por estarem cansadas das estruturas arcaicas e engessadas.
        Apostasia significa no original grego: “separação, divórcio”. Não significa uma separação das instituições, mas da fé em Cristo e do Evangelho. Apostasia é a frieza do amor quando Jesus disse: “devido ao aumento da maldade, o amor de muitos esfriará” (Mt 24:12). Na carta aos Hebreus, apostasia é quando alguém se recusa a crer no que Cristo fez na cruz e se volta para a Lei de Moisés e para os antigos rituais e sacrifícios. Nesse caso o autor diz que isso significa “pisar aos pés o Filho de Deus, profanar o sangue da aliança pela qual foi santificado e insultar o Espírito da Graça” (Hebreus 10:29). Isso sim é apostasia. Essa apostasia pode estar acontecendo dentro dos templos cheios e não estamos nos dando conta disso. Paulo nos diz que nos últimos dias o anticristo irá estabelecer um culto único e ele mesmo se declarará “deus” (2º Tessalonicenses 2:3-4). Observem que não será falta de religião. Pelo contrário, será uma religião forte e única, que muitos irão seguir.
        Portanto, se os membros da sua igreja estão saindo, provavelmente não é apostasia. Mais certo que seja cansaço da estrutura e do sistema. Para encerrar, fica a dica do famoso cientista Albert Einstein: “Loucura é querer resultados diferentes fazendo tudo exatamente igual!”.

Lincoln Máximo
Agosto de 2015.