Pesquisar este blog

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Perdeu a alegria de frequentar uma igreja?


Amigo (a),

        Sei do que você está falando... Do amor por Jesus que foi ficando domesticado pela segurança do ministério em uma igreja forte e histórica; ao mesmo tempo em que o coração vai ficando velho de falta de sonhos; cansado de tantas Atas sem atos..., que a alegria de ser vai dando lugar apenas ao “dever cumprido” — o que é uma desgraça para o coração de quem um dia sonhou com alegria e sem medo.
        O que posso dizer a você?
       Digo apenas que pregue e pregue; e pregue apenas e tão somente o Evangelho, como ele é.
        Ora, você verá que quando você apenas voltar a ser simples como antes e, pregar o Evangelho da Graça, com todas as suas implicações e sonhos possíveis, seu coração se alegrará outra vez; e isso lhe trará a certeza de uma renovação de alma e espírito que lhe farão outra vez saltar como o boi selvagem e indomesticável pelos homens.
        Então, se tolerarem o Evangelho, você ficará, e ficará alegre; posto que o importante não é o lugar ou a instituição, mas sim, se as pessoas estão amando o Evangelho e dando liberdade para que ele flua.
        Se, porém, não aceitarem a alegria libertadora do Evangelho, e, por assim fazerem e sentirem, desejarem coibir sua alegria na simples pregação da Palavra, com todo respeito, amor e dignidade, SAIA... E, então, comece a pregar apenas a Palavra; e, desse modo, logo você verá um grande número de pessoas que não iam ouvir você lá..., começarem a se aproximar; ao mesmo tempo em que todos os que amam o Evangelho de Jesus em sua boca, sem que você os chame ou faça qualquer proselitismo, aproximar-se-ão de você outra vez.
        Entretanto, como eu disse antes, a coisa não é estar aqui ou lá. Visto que, o que de fato importa é apenas em como o Evangelho esteja em você, se tem em você liberdade consentida para crescer e, através de você, para outros.
        Isto é tudo o que importa!
        Assim, busque alegria. Quem já viveu o Evangelho como alegria e liberdade para tudo o que edifica e convém, esse não consegue viver para sempre sem ser o que sabe ser o chamado de Deus para a vida; ou seja: para ser Nele.
        Portanto, comece a pregar como quando você era apenas uma pessoa apaixonada pela Palavra. Sim! Antes da teologia engessar seu ser e abafar com liturgias sem vida a alegria simples de sua alma; que por sinal, não gosta de se repetir...
        Era isto que de todo o coração eu senti que deveria dizer a você!
        Com todo carinho, Nele, que nos chama à alegria, sempre!


Extraído e adaptado de www.caiofabio.net